Como investir no Tesouro Direto



No ano de 2012 aconteceu a criação da plataforma de compra e venda de títulos do Tesouro Direto e sua meta é de diminuir o custo destas aplicações e trazer mais facilidade e acessibilidade aos pequenos investidores. E, para facilitar ainda mais, está abaixo o que você deve fazer para investir no Tesouro Direto.



Quem deseja fazer seu investimento neste meio, deve saber que eles podem começar a partir de 30 reais, possuem baixo risco de crédito e oferecem remunerações interessantes. O investidor que quiser comprar seus títulos deve ter Cadastro de Pessoa Física e uma conta corrente ou poupança em uma rede bancária. Se você já possui estes requisitos, agora é o momento de entrar em contato com um banco ou corretora para comprar seus títulos públicos. Acesse o site do Tesouro Direto para verificar quais as corretoras e bancos autorizados a fazer a compra e venda destes títulos públicos.

Depois de se cadastrar na instituição, você receberá uma senha para o acesso de uma área restrita do Tesouro Direto, na qual você poderá consultar saldos e extratos, além de comprar e vender seus títulos. Antes de comprar os títulos, verifique sobre os tipos existentes, pois há as opções: pré-fixado, com taxas de juros informadas no ato da compra e pós-fixado, que corrige o valor do título conforme um indexador. Além dos tipos de curto, médio e longo prazo e com pagamento ou não do cupom de juros semestrais.

Os valores e remunerações de cada título você pode consultar no site do Tesouro Direto, onde também é possível utilizar um planejador financeiro para lhe auxiliar e ajudar no momento de escolher qual o melhor tipo de título de acordo com seu perfil e objetivo.




Que tal economizar com os gastos com papel e ajudar o meio ambiente?

Imprima somente o necessário
Seja econômico: alguns documentos precisam de cópia física, tais como comprovantes de pagamentos ou contratos, mas se o restante dos dados você puder armazenar em um computador, pen drive ou hd externo, melhor!