Dúvidas sobre o 13º salário



Receber o décimo terceiro salário é um dos momentos mais esperados por todos quando se aproxima o fim do ano, pois um dinheiro extra sempre é bem vindo, seja para comprar algo necessário, pagar dívidas ou até fazer uma viagem no Natal e Réveillon. Mas quais são as datas para o pagamento do 13º e qual o valor que receberei? Vejamos abaixo estas respostas.



Na reforma trabalhista não houve mudanças quanto ao pagamento do décimo terceiro salário, portanto, ele deve ser feito em duas parcelas, a primeira cota deve ser paga até o dia 30 de novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro. E quanto ao valor que receberá, se você trabalhou o ano inteiro, você terá direito a um salário a mais no mesmo valor dos outros recebidos, mas, como as parcelas não têm valores idênticos, você precisará calcular para estar ciente do que, realmente, receberá.

O valor que você receberá em novembro deve ser 50% do valor do seu salário atual, ou seja, metade do último salário recebido e não a média que ganhou no ano, e a empresa não deve descontar impostos ou benefícios nesta parcela. Já na segunda parcela, o valor será menor, pois terá o desconto do Imposto de Renda e do INSS, que mudam conforme o valor total do seu salário. Por exemplo, quem ganha até R$ 1659,38 tem o desconto de 8% do INSS, quem recebe de R$ 1659,39 a R$ 2765,66 terá o desconto de 9% do INSS, de R$ 2765,67 a R$ 5531,31 o desconto é de 11% e quem recebe acima de R$ 5531,31 o desconto é fixo em R$ 608,44.

Quem teve adicional noturno, comissões e horas extras em seus salários devem receber os valores proporcionais em seu décimo terceiro e, geralmente, são acrescentados na segunda parcela. Já se você não trabalhou o ano todo na mesma empresa, o valor do 13º será menor, pois deve ser feita uma média dos meses que trabalhou e valores que ganhou para chegar ao cálculo do valor que receberá.




Que tal economizar com os gastos com papel e ajudar o meio ambiente?

Imprima somente o necessário
Seja econômico: alguns documentos precisam de cópia física, tais como comprovantes de pagamentos ou contratos, mas se o restante dos dados você puder armazenar em um computador, pen drive ou hd externo, melhor!