Declarações em atraso já podem ser enviadas para a Receita Federal



A Receita Federal reabriu, ontem, dia 2 de maio, o sistema para receber as declarações do Imposto de Renda 2019 atrasadas.



Na quinta-feira, dia 2 de maio, a Receita Federal reabriu seu sistema para poder receber as declarações do IR 2019 dos contribuintes que não as enviaram no prazo. Todos que fizerem o envio a partir desta reabertura do sistema deverão pagar uma multa pelo atraso da entrega, que vai de R$ 165,74 até 20% do valor do imposto devido. Receberão esta multa todos os contribuintes que possuem restituição para receber e os que devem pagar imposto. O cálculo da multa para quem precisa pagar imposto é de 1% ao mês sobre o valor devido, chegando a um limite de 20% do imposto.

Depois de enviar a declaração, o cidadão receberá a notificação da multa e deverá pagá-la até 30 dias depois, caso contrário, serão acrescidos juros no valor. Para realizar a emissão do documento, o contribuinte deve acessar a opção “Darf de multa por Entrega em Atraso” e “imprimir”. Além desta multa, até a regularização do IR, o atraso do envio da declaração pode resultar em impedimentos no momento de fazer um empréstimo, tirar passaporte, prestar concurso público e pegar certidão negativa de venda e aluguel de imóveis.




Que tal economizar com os gastos com papel e ajudar o meio ambiente?

Imprima somente o necessário
Seja econômico: alguns documentos precisam de cópia física, tais como comprovantes de pagamentos ou contratos, mas se o restante dos dados você puder armazenar em um computador, pen drive ou hd externo, melhor!